sexta-feira, 30 de setembro de 2011

O FIM DE IVAN E SILVIA



Vlad (Ney Latorraca) está realmente disposto a se vingar de todos os seus inimigos. A primeira grande vítima será Ivan (Paulo José). O mestre resolve atacar o ex-vampiro e também sua mulher Sílvia (Zezé Polessa). 

O pintor e a esposa ficam trancados dentro do ateliê e Vlad tenta morder Sílvia, mas para defendê-la Ivan joga uma lamparina acesa para tentar atacar o mestre dos vampiros. Sílvia desmaia e o fogo se alastra pelo ateliê enquanto Vlad desaparece deixando o casal desmaiado dentro do lugar em chamas. Ivan e Sílvia morrem queimados no ateliê causando grande comoção na Armação dos Anjos. 

Não perca essas cenas neste capítulo de VAMP. 

PEQUENAS MORDIDAS

Continue votando em nossa enquete sobre qual a melhor música do LP Vamp Internacional. Para te ajudar a decidir, estamos postando os vídeo-clipes das candidatas. Hoje, assista o clip de Wicked Games, tema de Gerald e Scarlett, cantada por Chris Isaak. Em Trilha Sonora.



Assista o Capítulo 124 exibido nesta quinta-feira


VMP-Cap. 124 - 29.09.2011 por telenovelasbr

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

MATOSINHO É DADO COMO SACRIFÍCIO A VLAD


Matosinho (André Gonçalves) foi parar na casa de sua família e vai cair numa terrível armadilha. Mesmo desconfiado das intenções de seu pai, seu irmão e Mary (Patrycia Travassos), o garoto acaba tomando o leite com sonífero preparado por eles. 

O plano funciona e Matosinho acaba dormindo e levado diretamente para a cripta de Vlad (Ney Latorraca) para que o mestre possa mordê-lo. 

Enquanto isso, Augusto Sérgio (Marcos Frota) acusa Alice Penn-Taylor (Vera Holtz) de ter mandado o garoto para o covil dos demônios. Isso faz com que eles corram para tentar salvar a vida do garoto e Isa (Fernanda Rodrigues) também faz sua parte rezando ao anjo da guarda que proteja seu amigo. Rafa (Marcos Breda) prontamente atente e aparece na cripta exigindo o garoto.

Será que Rafa conseguirá salvar a vida de Matosinho? Não perca em VAMP!

PEQUENAS MORDIDAS

Já votou em nossa enquete? Para te ajudar a decidir, vamos colocar os clipes das músicas selecionadas para você escolher a melhor música do LP VAMP Internacional. Assista agora o clip de It Ain´t Over Til It´s Over de Lenny Kravitz, tema de Jade e Daniel. Em Trilha Sonora!

Antônio Calmon já queria se livrar dos vampiros. Saiba mais lendo matéria a respeito do autor de VAMP em Além da Noite Preta.

Você ama VAMP? Então envie seu depoimento para nosso e-mail. Chegando na reta final da novela publicaremos em nosso blog! Você pode enviar em formato de vídeo, imagem ou texto. vampnoviva@hotmail.com

Assista o Capítulo 123 exibido nesta quarta-feira



quarta-feira, 28 de setembro de 2011

MARY DESCOBRE O ESCONDERIJO DE MARINA E JURANDIR


Ansiosos por agradar Cachorrão (Paulo Gracindo) que precisa encontrar Marina (Vera Zimmermann) e Jurandir (Nuno Leal Maia), Mary (Patrycia Travassos) e Matoso (Otávio Augusto) se empenham num feitiço que tem até olhos de lince para encontrar os amantes.

Com o feitiço, Mary descobre que os dois estão em uma praia paradisíaca e Matoso logo identifica: Praia dos Amores. Imediatamente, os dois vampiros tratam de avisar ao padrinho que manda seus capangas atrás de Marina e Jurandir.

Será que Cachorrão conseguirá encontrar os amantes? Não perca em VAMP!

PEQUENAS MORDIDAS

Será emocionante a cena em que Max (Francisco Milani) conta a Pedro (Fred Mayrink) e Branca (Aída Leiner) como recusou a bebida oferecida por Ivan (Paulo José). Não perca

Antônio Calmon, àquela época, já se preparava para escrever o final de VAMP. Leia matéria sobre o autor que aproveita para adiantar algumas novidades da história em Além da Noite Preta.

Vote na enquete e dê sua opinião sobre qual a melhor música do LP VAMP Internacional. Para ajudar na escolha, ouça as opções em Trilha Sonora.


Assista o Capítulo 122 exibido nesta terça-feira

ALÉM DA NOITE PRETA - CHEGA DE ENTREGUISMO, O FEITIÇO É NOSSO



Macumbeiros e catimbozeiros de todo o Brasil estão uma arara com a Rede Globo, em geral, e, Antônio Calmon, em particular. E por justa razão: havendo no enredo de Vamp um pai-de-santo competente como Pai Gil, por que dar preferência a uma vampiróloga inglesa para livrar a Armação da vampirada que assola o lugar? Afinal, por ser negro, o babalaô é infenso às mordidas dos trevosos e tem suficientes poderes, concedidos pelos orixás, para despachar o trêfego Vlad e seus sequazes em qualquer encruzilhada, enviando-os para o quinto dos infernos, de onde, aliás, jamais deveriam ter saído.

Além disso, se o autor favorecesse os similares nacionais, aí estão o "bispo" Macedo e seus obreiros para exorcizar quantos endemoninhados passem pelas novelas da Tevê. Com uma boa sessão de passes e preces, eles transformam até lobisomem em cidadão prestante. Por isso, vampiro para essa rapaziada não passa do trivial simples.

Pode-se argumentar que os vampiros não são assombrações arraigadas na cultura nacional, como tentativa de justificar a importação de técnicos estrangeiros. Mas o argumento é frágil, uma vez que, se depender de nome e sobrenomes importados, pode-se recorrer ao guru Thomas Green Morton, conselheiro de nove, entre 10 estrelas da MPB, que reside em Minas, muito mais perto, portanto, do que Londres, onde vivia sossegada Mrs. Penn-Taylor até ser convocada pelo autor para vir aos trópicos com seu arsenal anti-vampiresco.

Para aumentar a indignação dos chefes de terreiros nacionais, a inglesa recrutou como seu assistente um panaca de carteirinha e firma reconhecida em cartório, desprezando caboclos espertos e competentes pajés. Na Bahia, onde os encantados dão o maior ibope, já tem terreiro botando o nome dos autores da novela na boca do sapo. Eles que se cuidem, pois, como se sabe, feitiço baiano, principalmente se acompanhado de acarajés apimentados, tem mais poder destrutivo que bomba arrasa-quarteirão. Um bom banho de descarrego não faria mal a ninguém.

Por
Henrique Diniz
Jornal O Dia
27/10/1991

terça-feira, 27 de setembro de 2011

OS ESPÍRITOS ESTÃO DE VOLTA



Foi demais até para o além. Se de um lado Carmem (Joana Fomm), Soninha (Bia Seidl) e Penn-Taylor (Vera Holtz) foram atrás do mausoléu de Felipe Rocha e Eugênia Queirós, ao mesmo tempo Jonas (Reginaldo Faria) e Natasha (Cláudia Ohana) estão hipnotizados e agindo como a partir das lembranças de suas vidas passadas.

Tanto mexeram que cansados de esperar literalmente deitados pelo descanso eterno, os fantasmas de Eugênia e Felipe saem de suas tumbas para dar uma forcinha no plano terreno na destruição do maior algoz dos dois: Vlad (Ney Latorraca).

Se antes os dois estavam esperando por um milagre, em breve resolverão agir por conta própria, saindo de suas tumbas e indo em busca da tão sonhada salvação. Mas estes amantes ainda terão que enfrentar muitos desafios.

Não perca as emoções de VAMP!




PEQUENAS MORDIDAS


Ahá Uhú, o feitiço é nosso! Leia a intrépida crítica publicada em 1991 sobre VAMP. O jornalista Henrique Diniz comenta sobre o fato de haver um pai de santo em Armação dos Anjos, mas que Antônio Calmon prefere usar a caçadora inglesa. Falta de patriotismo? Em Além da Noite Preta.


O capítulo 122 de VAMP foi ao ar em 03 de dezembro de 1991. Àquela altura, faltando pouco menos de 60 capítulos para seu fim, o jornalista Leão Lobo, colunista da revista Contigo! já anunciava: VAMP, A Melhor Novela do Ano. Leão Lobo considera que Antônio Calmon conseguiu fazer rir lançando mão de crítica política disfarçada em seus vampiros da ficção. Será que o público se lembrava das críticas negativas da primeira semana da novela?


Assista o Capítulo 121 exibido nesta segunda-feira


segunda-feira, 26 de setembro de 2011

PENN-TAYLOR, CARMEM E SONINHA ENCONTRAM O MAUSOLÉU DE FELIPE E EUGÊNIA


Enquanto Jonas (Reginaldo Faria) e Natasha (Cláudia Ohana) estão se consultando com Dr. Vicentinho Pedreira (Jorge Fernando), Carmem (Joana Fomm), Penn-Taylor (Vera Holtz) e Soninha (Bia Seidl) estão à procura de documentos que informem o local onde os amantes Felipe (também Reginaldo Faria) e Eugênia (também Cláudia Ohana) estão enterrados.

Como não encontram registro algum, Carmem chega a cogitar a possibilidade de que eles tenham sido queimados pela Inquisição. Mas Penn-Taylor descarta essa possibilidade e convida as companheiras de caçada a visitarem o cemitério de Armação dos Anjos.

As três vão ao cemitério e acabam encontrando o mausoléu onde estão enterrados Felipe Rocha e Eugênia Queirós. Penn-Taylor abre o mausoléu, fechado há muitos anos e propõe violarem os túmulos para conferir se os corpos realmente estão ali.

Será que as três mulheres terão coragem de abrir os túmulos? Não perca essas cenas em VAMP!

PEQUENAS MORDIDAS

Enquanto isso, Natasha e Cap. Jonas, hipnotizados por Dr. Vicentinho Pedreira, revivem os tempos em que eram Eugênia e Felipe num emocionante reencontro.

Uma crítica a VAMP, um tanto quanto inusitada do jornal O Dia, foi publicada em 1991. Leia em Além da Noite Preta.

Assista o Capítulo 120 exibido nesta sexta-feira

ALÉM DA NOITE PRETA - CRUZ DE SÃO SEBASTIÃO FAZ MILAGRE


O roubo da cruz de São Sebastião do, altar da igreja de Armação dos Anjos vai causar mudanças inacreditáveis em Vamp (Globo, 19h). Para começar, o objeto sagrado tirado do altar pelo verdadeiro Padre Estêvão (Marcos Alvisi) fará o perigoso bandido Araken (Júlio Levy) se tornar um fiel devoto de Cristo. Fascinado com o brilho do crucifixo, ele abandona o revólver, se ajoelha e reza. Deslumbrado e cheio de fé. A grande virada do personagem é o primeiro entre os muitos outros milagres que a cruz realizará. Quem garante é o ator Júlio Levy, empolgado com o seu papel.

Convidado em princípio para participar apenas de uma cena da novela - quando os bandidos assaltam a casa de Cachorrão (Paulo Gracindo) -, Júlio Levy se saiu tão bem que o autor Antônio Calmon entusiasmou-se e desenvolveu o personagem. Agora, com a possibilidade de mostrar o lado bom do bandido, o ator está ainda mais satisfeito.

- Estou adorando. Trabalhar com Jorge Fernando (diretor) é fantástico. Além de ter um incrível bom astral, ele entende de comédia como ninguém - ressalta.

Atuando na peça Sensações Perigosas, no Teatro Barra Shopping, o ator e humorista - que teve sua primeira oportunidade em tv fazendo uma participação em Pantanal (Rede Manchete, Benedito Ruy Barbosa, 1990) - explica a mudança de Araken.

- O brilho que emana da cruz vai fascinar Araken e ele acabará se transformando, será uma boa pessoa. Araken está me dando grandes possibilidades. Foi com ele que consegui um contrato com a TV Globo num momento em que a direção financeira da novela não estava contratando mais ninguém. Foi uma conquista - diz.

O humor está no sangue do ator, que já participou de dois filmes americanos gravados aqui no Brasil (Os Cinco Macacos e Pure Juice), que estreiam ainda este ano.

Jornal O Dia
17/11/1991

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

O ENCONTRO ENTRE DANIEL E VLAD



Leon (Rodrigo Pena) viu a cabeça de Vlad (Ney Latorraca) e depois do susto acaba contando para Daniel (Jonas Torres) o ocorrido. Mas Leon o conhece como Otavinho Freire e sua visão desperta a ira do jovem arqueiro.

Sabendo que o vampiro está novamente rondando Armação dos Anjos, Daniel resolve procurá-lo para finalmente ter o acerto de contas com o assassino de seu pai, o verdadeira Otavinho Freire.

O arqueiro pega sua arma e vai ao casarão. Vlad aparece e debocha da inocência do garoto que afirma que vai matá-lo. Mas o vampiro debocha do jovem e diz que ele é apenas uma presa.

Não perca este reencontro no capítulo desta sexta-feira em VAMP!


PEQUENAS MORDIDAS


Doroty (Carol Machado) finalmente tomará coragem e se declarará para Nando (Henrique Farias). Os dois se beijarão e ficarão completamente apaixonados. Não perca esta linda cena no capítulo de hoje.

A bela música Will of the Wind cantada por Kenny Loggins embala os amores adolescentes em VAMP. Ouça a faixa do LP VAMP Internacional em Trilha Sonora.


Assista o Capítulo 119 exibido nesta quinta-feira

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

VLAD HIPNOTIZA LEON PARA MORDÊ-LO



Vlad (Ney Latorraca) está querendo se vingar de todos os seus inimigos. Isto inclui principalmente o Cap. Jonas (Reginaldo Faria) e Carmem Maura (Joana Fomm). 

Para atingir seus algozes, o mestre dos vampiros resolve comer pelas beiradas, destruindo os filhos do casal. A primeira vítima pode ser o edípico Leon (Rodrigo Penna), que está sozinho em seu quarto. Vlad, que ainda não está com plenos poderes, aparece para o jovem violinista, mas apenas pela cabeça dentro do armário.

Para facilitar sua mordida, o vampiro hipnotiza Leon e exige que ele aproxime o pescoço de seus caninos. 

Será que Vlad conseguirá morder o filho da romancista? Não perca as cenas em VAMP!

PEQUENAS MORDIDAS

Alfredo, cansado de afastar as garotas, resolve pedir ajuda à sua amiga fashionista. Ele consegue um encontro, mas para ele as coisas nunca são tão simples. Confira a tirinha de Emerson Lopes.

clique para aumentar
Para provar que todo mundo tem seu lugar ao sol, o ator Júlio Levy interpretou o bandido Araken em VAMP. Inicialmente convidado para um capítulo acabou fechando contrato até o final da novela. Saiba mais em Além da Noite Preta.

A música It Ain't Over 'Til It's Over de Lenny Kravitz está presente em seu segundo álbum "Mama Said" de 1991. Ouça esta e outras músicas do LP VAMP Internacional em Trilha Sonora.






Assista o Capítulo 118 exibido nesta quarta-feira

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

VLAD VOLTA COM SEDE DE VINGANÇA


Mary (Patrycia Travassos) e Matoso (Otávio Augusto) estão ansiosos pelo retorno de Vlad (Ney Latorraca) e resolvem ir ao casarão mais uma vez atrás do mestre.

Quando chegam à cripta, o caixão permanece vazio, mas depois de muito clamar pela presença do vampiro, uma forte ventania atinge o lugar e apenas metade do corpo de Vlad aparece no caixão. Mas o susto é ainda maior quando só a cabeça do mestre aparece do lado de fora.

Vlad diz que sente suas forças voltando aos poucos e avisa que todos os seus inimigos serão destruídos, transformados em animais asquerosos.

O mestre do mal está apenas esperando o momento certo para voltar e realizar o confronto final na Armação dos Anjos.

Não perca o capítulo de hoje de VAMP!

Assista o Capítulo 117 exibido nesta terça-feira

terça-feira, 20 de setembro de 2011

NATASHA E JONAS MARCAM ENCONTRO E LIPE FICA COM CIÚMES


O jantar entre o Cap. Jonas (Reginaldo Faria), Carmem Maura (Joana Fomm), Lipe (Fábio Assunção) e Natasha (Cláudia Ohana) foi, no mínimo constrangedor. 

O capitão não tirou os olhos de Natasha durante todo o jantar, deixando até mesmo a discreta D. Virgínia (Cleide Yáconis) constrangida. Ao final do jantar, à parte, Jonas diz que precisa conversar com Natasha e marca um encontro com a cantora no casarão.

Cada um em sua casa, os casais discutem sobre o mesmo assunto: a relação Jonas-Natasha. Carmem Maura, ainda cética, afirma que deveria ir embora da Armação depois do acontecido no jantar. Já Lipe, depois que Natasha conta o combinado com Jonas, fica com ciúmes e acaba despejando sua amargura sobre a namorada. 

Eu era um ótimo filho até você e o desgraçado Gerald chegarem aqui na Armação.

Não perca essas cenas no capítulo desta terça-feira em VAMP!

PEQUENAS MORDIDAS

A Cruz de São Sebastião fez um milagre, mas foi também fora das telas. O ator Júlio Levy entrou pra fazer um capítulo da novela e acabou ganhando papel fixo na pele do bandido Araken. Leia matéria publica em 1991 sobre o ator em Além da Noite Preta.

Assista o Capítulo 116 exibido nesta terça-feira

ALÉM DA NOITE PRETA - A MISTURA CERTA PARA FAZER NATASHA


Junte-se num caldeirão uma pitada da matriarca Mortiça, da família Adams, o jeito lânguido da Mulher-Gato, o canto sensual das roqueiras Madonna e Janis Joplin, longas unhas postiças vermelhas, afiados dentes caninos, lentes de contato coloridas e, é claro, Cláudia Ohana. Aí está a receita certa para termos a vampira Natasha, a grande curtição da atriz no momento, ao lado da filha Dandara, de 8 anos:

- Está sendo o máximo viver a Natasha e ter essa excelente oportunidade de cantar, dançar e representar, um fato raro para um ator no Brasil. Ela é tudo e posso brincar o tempo todo, fazê-la bem menininha, bem vamp ou esnobe, mas é do seu lado cômico que mais gosto. A novela é uma grande brincadeira e a direção do Jorginho Fernando nos dá essa chance fazer humor.

Sem nunca ter imaginado que um dia ia viver uma vampira, muito menos uma vampira roqueira, Cláudia foi compondo sua Natasha aos poucos:

- Na parte do rock, fui para o lado das superestrelas, uma coisa meio fresca que também tenho dentro de mim. No lado vampiro, pus a languidez e aquela maquiagem branca da Mortiça Adams. Ao mesmo tempo, tenho que ser sensual e engraçada, daí ir arriscando na comédia, pois tinha muito medo por nunca terem me visto em nada cômico. Geralmente, quem tem um rostinho bonito vai ser a mocinha quietinha, falando "oh, meu amor, eu te amo" . Mas agora a Natasha faz o que eu quero.

Se a vampira a surpreendeu agora que é uma atriz conhecida, imagine nos tempos em que a carioca Maria Cláudia Carneiro da Silva, aquariana com ascendente em Leão, era uma criança medrosa, que não perdia as assustadoras sessões da meia-noite na TV, desde que acompanhada de alguém mais velho:

- A criança tem uma fascinação pelo medo, ou seja, ao mesmo tempo em que tem medo, gosta de assistir a filmes de terror. Eu era assim. Fui uma criança medrosa, tinha muito medo de tudo mesmo, de fantasmas, de vampiros, mas gostava de ver filmes de horror. Com a novela, as crianças passaram a ter uma outra visão dos vampiros, do bem do mal.

Das cenas que já gravou, a atriz destaca duas inesquecíveis:

- Teve uma no estúdio que demorou um dia inteiro, quando o Vlad botou fogo na casa da Natasha, eu ficava pendurada na parede, o Rafa (Marcos Breda) encarnava na Jezebel (Beth Coelho), os bombeiros chegavam, enfim, tudo acontecia. A outra foi dançar e cantar na praça, em Veneza. Mais marcante do que isso, impossível.

Embora ser vamp já tenha virado moda, Cláudia Ohana lembra que o fato de usar lentes de contato - no seu caso amarelas e gelatinosas e colocadas por ela mesma é um tremendo sofrimento:

- Tenho pavor de qualquer coisa na minha vista e, quando ponho as lentes, preciso de silêncio, fico aflita, mal-humorada e algum tempo olhando para baixo. Depois de tirá-las, passo horas vendo tudo embaçado. Agora, por exemplo, fiquei um mês sem usá-las e, na volta, senti horrores.

A graça fica por conta das próteses dentárias:

- Os dentes não doem. O problema é falar e levar a sério o que se está falando. O dia em que o Fábio colocou os caninos pela primeira vez era impossível se fazer a cena, dava vontade de rir o tempo todo. Minhas cenas com o Guilherme Leme, por exemplo, foram apelidadas de Mônica e Cebolinha conta, divertindo-se.

Filha da falecida montadora de filmes Nazareth Ohana, que estimulou ne!a a paixão pelo cinema, aos 11 anos Cláudia já operava sua máquina de filmar súpera. E hoje, aos 28, a atriz tem um forte desejo:

- Adoro cinema e pretendo produzir e dirigir um filme. Esta semana estréia em São Paulo "A bela palomeira", que protagonizei, mas pelo visto, só volto às telas se eu mesma fizer tudo.

Por enquanto, porém, nos momentos de folga da novela "Vamp", Cláudia Ohana vai concluindo o repertório do show em que iniciará para valer a carreira de cantora e as negociações da gravação do seu primeiro disco. No entanto, ambos só acontecerão após a gravação da última cena de Natasha, que, por sinal, já está na mente da atriz:

- Ela deveria libertar-se da maldição, continuar cantora e formar uma banda de rock com o Lipe. E, para encerrar, reservaria uma grande dança dos vampiros.

Por Marcos Salles
O Globo
17/11/1991

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

ARAKEN E ESTEVÃO SE EMOCIONAM COM A CRUZ


Araken (Júlio Levy) e Pe. Estevão (Marcos Alvisi) roubaram a Cruz de São Sebastião do altar da Igreja de Armação dos Anjos. As consequências do roubo são desastrosas para a cidade que novamente está sob ataque dos vampiros.

Mas o poder da cruz é muito superior e capaz dos maiores milagres. Padre Eusébio (Osvaldo Louzada) que está inconsolável recebe a visita de D. Hermengarda (Hilda Rebello) e D. Hermínia (Norma Geraldy) e as beatas acham que só há uma maneira de resolver a situação: uma novena.

Enquanto Araken discute com Estevão o destino da cruz, o padre e suas fiéis escudeiras rezam em frente ao altar para S. Miguel Arcanjo, mas quem ouve de fato a oração é Rafael (Marcos Breda).

Mas a briga entre os bandidos esquenta e Araken chega a apontar uma arma para o padre que lhe entrega a cruz. Mas basta tocar no objeto que tudo se altera. Os dois, emocionados, se ajoelham e começam a rezar.

Será que a Cruz de São Sebastião será devolvida pelos bandidos? Não perca as emoções de VAMP!

PEQUENAS MORDIDAS


Se você ainda não leu a matéria sobre Cláudia Ohana, não perca tempo! Em Além da Noite Preta.


Curte VAMP? Quer ouvir as músicas que embalam a novela? Ouça os 03 LP´s lançados com a trilha nacional que possui sucessos de Leila Pinheiro, Fábio Jr., Os Paralamas do Sucesso, Vange Leonel e até Cláudia Ohana. A trilha complementar Rádio Corsário com sucessos dos anos 90 e também clássicos como Neil Sedaka, Harry Belafonte e até Nelson Gonçalves fazendo dueto com Supla! E o excelente VAMP Internacional com Deborah Blando, Skid Row, Lenny Kravitz, Cher e Chris Isaak. Ouça agora em Trilha Sonora.


Assista o Capítulo 115 exibido nesta sexta-feira

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

GERALD E SCARLETT: UNIDOS DE VEZ


O amor de Gerald (Guilherme Leme) e Scarlett (Bel Kutner) está prestes a ser selado eternamente por uma maldição. Depois do roubo da Cruz de São Sebastião, Gerald pediu a Scarlett para sair de perto pois não queria fazer nenhum mal a ela. Mas esse amor é forte demais.

Contrariando todos os algúrios, Scarlett faz um inusitado pedido a seu amado. Pede a ele que a morda e juntos fazem a jura de amor: Enquanto existirmos, serei sua. E Gerald profetiza: O tempo será escravo do nosso amor.

Após vampirizar sua amada, Carmem Maura (Joana Fomm) tem um pesadelo e tem a sensação de que sua filha precisa de ajuda. Quem também sente uma estranha sensação é Dona Virgínia (Cleide Yáconis). Lipe (Fábio Assunção) e Natasha (Cláudia Ohana) sentem algo muito forte e a cantora avisa: Há mais um vampiro e é a Scarlett.

Não perca as cenas nesta sexta-feira.

Assista o Capítulo 114 exibido nesta quinta-feira

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

VLAD DESAPARECE NOVAMENTE


A Cruz de São Sebastião foi roubada e todos estão mobilizados pelo acontecimento. Se por um lado o Cap. Jonas (Reginaldo Faria), Pai Gil (Toni Tornado) e Branca (Aída Leiner) estão certos de que a guerra vai finalmente começar, a família Matoso está mais que feliz com o retorno de seus poderes. 

Mary (Patrycia Travassos), Matoso (Otávio Augusto) e Matosão (Flávio Silvino) tratam de ir rapidamente ao casarão para ver se conseguem um contato com o mestre. Ao chegar na cripta, a alegria fica completa. Vlad (Ney Latorraca) repousa em seu caixão e os poderes dos três vampiros finalmente retornam.

Mas a pressa pode ser realmente inimiga dos vampiros neste momento. Ao tentar abrir o caixão do mestre para despertá-lo, uma forte ventania atinge a cripta e Vlad desaparece novamente.

A explicação é dada por Jezebel (Bete Coelho) a Natasha (Cláudia Ohana). A conjunção dos astros que trará Vlad em seu total esplendor só acontecerão no final do ano. Mas eis que os meses passam, as férias chegam e o fim do ano se aproxima.

A guerra do bem contra o mal pode começar a qualquer momento. Não perca essas emoções em VAMP!


PEQUENAS MORDIDAS

A divertida música The Lady Is A VAMP, cantada pela banda Black and White e a participação de J. J. Jackson serve de fundo para as trapalhadas e bruxarias da família Matoso. Ouça a faixa do LP VAMP Internacional em Trilha Sonora.

Leia matéria publicada em 1991 sobre Cláudia Ohana e sua personagem de sucesso, Natasha. Em Além da Noite Preta.

Assista o Capítulo 113 exibido nesta quarta-feira e reveja o roubo da Cruz de S. Sebastião

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

ROUBO DA CRUZ COLOCA ARMAÇÃO NOVAMENTE EM PERIGO



O verdeiro Pe. Estevão (Marcus Alvisi) foi trazido de volta para a Armação dos Anjos por Jurandir (Nuno Leal Maia), mas desde que voltou o verdadeiro padre, ainda desmemoriado, age de forma bastante estranha. Encantado pelo brilho da Cruz de São Sebastião, diferente do que pensa Pe. Eusébio (Osvaldo Louzada), Estevão quer mesmo é roubar a cruz.

Os búzios de Pai Gil (Toni Tornado) prenunciam a tragédia, mas não dá tempo. Aproveitando-se de uma soneca do velho padre, Estevão rouba a Cruz de São Sebastião.

O primeiro a sentir os efeitos negativos do roubo é Rafa (Marcos Breda) que se desmaterializa na frente de Pingo (Igor Lage), Lipe (Fábio Assunção) e Natasha (Cláudia Ohana) também começam a passar mal. E o próprio Capitão Jonas (Reginaldo Faria) pressente que algo terrível aconteceu. 

Não perca essas cenas no capítulo desta quarta-feira em VAMP.



PEQUENAS MORDIDAS

Cláudia Ohana ganhou muitos fãs na época de VAMP com sua Natasha, a cantora vampira. Leia matéria da época sobre como a atriz conseguiu encontrar o tom para sua personagem em Além da Noite Preta.

A trilha internacional de VAMP bombou e se você é fã da novela precisa relembrar esses sucessos. Ouça agora o LP VAMP Internacional em Trilha Sonora.

Assista o Capítulo 112 exibido nesta terça-feira

ALÉM DA NOITE PRETA - UM VILÃO MUITO "LINTINHO"


Tento participado de cerca de 20 novelas, Otávio Augusto nunca foi chamado para protagonizar uma história na TV. Mas baseado em sua disciplina de trabalho, ele diz que sempre que pega um personagem o transforma num protagonista. "Pelo menos para mim", diz com modéstia. Foi o que aconteceu em "Tieta", "Mico preto" e agora, em "Vamp". Ao ser convidado pelo diretor Jorge Fernando para viver o Matoso, o ator sabia apenas que ele seria um vilão milionário e antagonista de Jonas Rocha (Reginaldo Faria) e, imediatamente, pensou em criar artifícios para o personagem:

Ninguém é bom ou mau o tempo inteiro, sempre há dois lados. Então, pensei: 'O Matoso é um cara rico, mas o que ele faz?' Achei que era um grande contraventor e procurei ver onde podia ter uma empatia no relacionamento com o público.

O passo seguinte foi conversar com o autor Antônio Calmon e sugerir que Matoso tivesse um sotaque estrangeiro meio indefinido em sua origem. "Misturei o latino americano, com o israelista e o alemão e isso se tornou o lado cômico do personagem. E o brasileiro aceita muito mais a crítica através do humor", constata Otávio.

As expressões "lintinha" e "bitcho" surgiram porque o ator concluiu que Matoso jamais falaria "minha querida" ou "meu amor" para Mary. E foi ele também que teve a idéia de fazer com que o personagem tivesse só um canino longo quando vampirizado:

E isso a gente pode justificar, dizendo que ele tem só uma presa devido à sua deformação de caráter ou que um canino é pivô e só o natural cresce.

Gravando a novela de segunda a sábado, Otávio Augusto começa a ensaiar amanhã a peça "Algemas do ódio", na qual estréia em dezembro, substituindo o amigo José Wilker. Com isso, sobra pouco tempo para as filhas Manuela, de 19 anos, e Mariana, de 16. "Sinto não poder ficar mais com elas", diz o ator, que tem nas duas suas maiores fãs. "Ele tem um talento especial para a comédia e as cenas com a Patrícia Travassos são perfeitas", diz Manuela.

Por
O Globo
17/11/1991